7 minutos Algo interessante sobre o assunto finanças pessoais é que ele tem tem dois vieses. Um é o financeiro, nele há convergências de ideias, afinal a lógica financeira não é tão complexa. O segundo é o viés pessoal, aqui sempre haverá mais divergências. Cada indivíduo tem seus próprios sonhos, receios, experiências e opiniões. Portanto, não há unanimidade em finanças pessoais. Esse site é sobre Fundos Imobiliários. Na minha visão, eles podem ser uma opção de ferramenta no planejamento financeiro pessoal. Em três funções Continue lendo

1 minuto Em conversas com investidores, uma pergunta comum é: “Quanto o fundo XXXX11 paga?” Possivelmente, alguém já fez essa pergunta para você ou você já fez pra alguém. É claro que, ao olhar uma lista de Fundos Imobiliários, os que têm os yields mais altos chamam a atenção. Investidores de Fundos Imobiliários gostam de renda. Isso é fato. Quem não gosta de ver dinheiro entrando mensalmente na conta? Se o foco é renda sustentável e de alta qualidade, uma coisa que precisa ficar Continue lendo

4 minutos Muito bem, você decidiu começar a investir mas, diante de tantas informações, não sabe por onde começar. Afinal, o que olhar primeiro? Qual métrica é mais importe? Vamos, através desse e mais três artigos, organizar suas ideias, desenvolver um racional inicial de investimento e dar uma direção para você prosseguir nos seus estudos. Lembre-se que agora estamos falando exclusivamente dos fundos de tijolo que buscam gerar renda através da locação de imóveis. Para saber sobre fundos de papel eu sugiro esses dois Continue lendo

5 minutos Eu, realmente, acredito que um investidor pessoa física possa realizar bons investimentos em fundos de papel estudando apenas os quatro tópicos iniciais da primeira parte deste artigo, que abordaram a importância do gestor, os relatórios de gestão ou o prospecto, as taxas e indexadores que irão remunerar seu investimento e a qualidade dos CRIs que compõem o patrimônio do fundo. Como vimos, alguns CRIs não possuem rating. Deixar a análise deles e dos demais para o gestor é uma opção satisfatória e Continue lendo

10 minutos O objetivo deste artigo é dar uma direção para que o investidor iniciante possa fazer suas próprias análises e desenvolver um racional de investimento em relação aos fundos de recebíveis ou de papel. Os critérios que eu sugiro para o iniciante, não são os únicos existentes. É comum que investidores diferentes tenham outros critérios ou priorizem esses critérios de uma maneira diferente da minha. Se você está começando agora, em breve terá os seus também É preciso ter em mente ainda que Continue lendo

7 minutos Falar de um fundo de recebíveis ou fundo de papel é falar de um Fundo Imobiliário com características diferentes dos fundos tradicionais de tijolo. Essa diferença ocorre porque o ativo subjacente “dentro” do fundo, aquilo que o fundo investe, é diferente. (Click aqui para saber mais sobre os diferentes tipos de Fundos Imobiliários.) Fundos de papel investem de forma predominante em títulos de dívida imobiliária e outros valores mobiliários. Dentre os títulos permitidos, os mais comuns são certificados de recebíveis imobiliários (CRIs). Continue lendo

18 minutos Esse é o terceiro artigo de uma “série” com o objetivo de facilitar o estudo e a compreensão de um Fundo Imobiliário. Lembrando que o foco não é formar um analista profissional e sim dar um norte para o investidor comum. Sugiro que, antes de prosseguir na leitura, você já tenha lidos os dois artigos anteriores: Análise qualitativa de um Fundo Imobiliário. Analisando a renda de um Fundo Imobiliário. Aqui iremos entender a avaliação relativa, abordar os conceitos de preço e valor Continue lendo

20 minutos Fundos Imobiliários atraem o investidor que gosta de renda. A constância na distribuição e o elevado payout dão um fluxo de caixa excelente ao investidor. Por isso, entender de onde vem essa renda é fundamental. Não só o histórico mas a sustentabilidade dessas renda para o futuro. Afinal, estamos falando de um investimento de longo prazo. Não há garantias! Não há promessas nem acordos! É um investimento, possui riscos e precisa ser analisado e entendido. A boa notícia é que não é Continue lendo

9 minutos Análise qualitativa de um fundo imobiliário Sugiro que a análise qualitativa seja a primeira análise a ser realizada em um Fundo Imobiliário. E por que um Fundo Imobiliário precisa ter qualidade? Ora, precisa por um motivo muito simples: é essa qualidade que irá gerar a renda que você está buscando. Procure enxergar um Fundo Imobiliário como um negócio. Um negócio precisa atrair e manter clientes (inquilinos), preservar os ativos para manter ou melhorar a capacidade de geração de renda, pensar em expansão Continue lendo

5 minutos Você sabia que os Fundos Imobiliários não são todos iguais? Atualmente existem mais de cem fundos negociados na bolsa e com grandes diferenças entre eles. No Brasil os fundos imobiliários podem investir em empreendimentos imobiliários representados por quaisquer direitos reais sobre bens imóveis e títulos de renda fixa e variável lastreados em ativos imobiliários. Sendo assim, já que eles podem investir em uma gama de ativos diferentes e obviamente com estratégias diferentes, os Fundos Imobiliários acabam sendo bastante diferentes uns dos outros. Continue lendo