2018

Você está navegando os arquivos do site de 2018.

Algo interessante sobre o assunto finanças pessoais é que ele tem tem dois vieses. Um é o financeiro, nele há convergências de ideias, afinal a lógica financeira não é tão complexa. O segundo é o viés pessoal, aqui sempre haverá mais divergências. Cada indivíduo tem seus próprios sonhos, receios, experiências e opiniões. Portanto, não há unanimidade em finanças pessoais. Esse site é sobre Fundos Imobiliários. Na minha visão, eles podem ser uma opção de ferramenta no planejamento financeiro pessoal. Em três funções principais: Renda para Continue lendo

Em conversas com investidores, uma pergunta comum é: “Quanto o fundo XXXX11 paga?” Possivelmente, alguém já fez essa pergunta para você ou você já fez pra alguém. É claro que, ao olhar uma lista de Fundos Imobiliários, os que têm os yields mais altos chamam a atenção. Investidores de Fundos Imobiliários gostam de renda. Isso é fato. Quem não gosta de ver dinheiro entrando mensalmente na conta? Se o foco é renda sustentável e de alta qualidade, uma coisa que precisa ficar clara é que Continue lendo

Muito bem, você decidiu começar a investir mas, diante de tantas informações, não sabe por onde começar. Afinal, o que olhar primeiro? Qual métrica é mais importe? Vamos, através desse e mais três artigos, organizar suas ideias, desenvolver um racional inicial de investimento e dar uma direção para você prosseguir nos seus estudos. Lembre-se que agora estamos falando exclusivamente dos fundos de tijolo que buscam gerar renda através da locação de imóveis. Para saber sobre fundos de papel eu sugiro esses dois artigos: Analisando Fundos Continue lendo

Eu, realmente, acredito que um investidor pessoa física possa realizar bons investimentos em fundos de papel estudando apenas os quatro tópicos iniciais da primeira parte deste artigo, que abordaram a importância do gestor, os relatórios de gestão ou o prospecto, as taxas e indexadores que irão remunerar seu investimento e a qualidade dos CRIs que compõem o patrimônio do fundo. Como vimos, alguns CRIs não possuem rating. Deixar a análise deles e dos demais para o gestor é uma opção satisfatória e coerente para a Continue lendo

O objetivo deste artigo é dar uma direção para que o investidor iniciante possa fazer suas próprias análises e desenvolver um racional de investimento em relação aos fundos de recebíveis ou de papel. Os critérios que eu sugiro para o iniciante, não são os únicos existentes. É comum que investidores diferentes tenham outros critérios ou priorizem esses critérios de uma maneira diferente da minha. Se você está começando agora, em breve terá os seus também É preciso ter em mente ainda que a análise de Continue lendo